Carregando...

ALMT - TODA VIDA IMPORTA PUBLICIDADE
[ANUNCIE] Interna Lateral Grande 1 PUBLICIDADE
Facebook
$PUB_interna_grande_2$
Newsletter

FIQUE POR DENTRO!

Cadastre-se para receber boletins com as novidades do nosso site em seu email gratuitamente.

É só informar seu email no campo abaixo e clicar em “Assinar”.

[ANUNCIE] Interna Lateral Pequena PUBLICIDADE
AS ÚLTIMAS DE Opinião
Um dos maiores tabus da vida é a morte. Muito se fala sobre o assunto em tom até de brincadeira, como forma de autodefesa, mas poucas são as oportunidade ...
Opinião 16 de maio 2019 12h:02
Passos para a morte

Um dos maiores tabus da vida é a morte. Muito se fala sobre o assunto em tom até de brincadeira, como forma de autodefesa, mas poucas são as oportunidades de ver no cinema relatos em que o assunto é tratado com total crueza, sem nenhuma forma de romantismo ou idealização.

O filme alemão “Stopped on Track” atinge esse patamar com louvor e muita dor. Dirigido por Andreas Dresen, ganhou o prêmio Un Certain Regard no Festival de Cinema de Cannes e apesenta dois atores excepcionais, Milan Peschel e Steffi Kühnert, nos papeis, respectivamente, de um homem de meia idade diagnosticado com um tumor maligno no cérebro e sua esposa.

Perante a doença incurável, não havendo possibilidade de cirurgia pelo local onde o mal se instalou, radio e quimioterapia são as opções, mas o quadro é irreversível e leva a um estado de confusão mental, como o de Alzheimer, e decrepitude física até a morte. A maneira como a família lida com a situação é mostrada sem heroísmo, com distintas reações.  

A esposa tem altos e baixos; a filha adolescente alterna revolta com carinho. e o filho pequeno vai pouco a pouco percebendo a gravidade da situação.  O único respiro é o tom surreal do tumor sendo personificado em um personagem que participa de um talk show, mostrando como destrói, com inegável prazer, a mente do protagonista. 

O filme é para estômagos e mentes fortes, sem trilhas sonoras adocicadas ou concessões para pensamentos na linha de que o sofrimento leva â redenção. A única certeza apontada é que o diagnóstico do médico na primeira cena já indicava toda a trajetória a ser seguida – e que a união da família seria a única possibilidade de compartilhar com maturidade desse sofrimento. 

Oscar D’Ambrosio é jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.  

vídeo
galeria
0
mais notícias
Nenhum comentário foi publicado.
Escreva seu comentário abaixo.
  • João Oliveira, há 9 horas atrás
    Quisque purus libero, sagittis sit amet posuere a, hendrerit scelerisque odio. Nam tincidunt, dolor nec vehicula imperdiet, ligula massa pharetra turpis, in mattis est lacus nec felis. Nam cursus libero nec odio semper eu tincidunt mauris ullamcorper. Donec porttitor mi eu libero bibendum iaculis. Ut tempor est vel nibh suscipit in sodales risus placerat. Responder
    João Oliveira, há 9 horas atrás
    Quisque purus libero, sagittis sit amet posuere a, hendrerit scelerisque odio. Nam tincidunt, dolor nec vehicula imperdiet, ligula massa pharetra turpis, in mattis est lacus nec felis. Nam cursus libero nec odio semper eu tincidunt mauris ullamcorper. Donec porttitor mi eu libero bibendum iaculis. Ut tempor est vel nibh suscipit in sodales risus placerat. Responder
COMENTÁRIOS (0)
Próximo » « Anterior
Próximo » « Anterior
Adicionar comentário
  • Seu nome
  • Seu e-mail
  • Website
Incorreto. Por favor, tente novamente.
Digite o código acima: Digite os números que você ouve:
  • Seu comentário
Escrever comentário
- Desculpe, ocorreu um erro inesperado.
Recemos seu comentário por aqui.
Obrigado por participar :D
2012 © mt fatos - Todos os direitos reservados.
Avenida Coroados, 433 - Centro - Jaciara/MT - 78820-000
contato@mtfatos.com.br - (66) 3461-1849
Desenvolvido por artedinâmica
2012 © mt fatos