Carregando...
MT  Ação PUBLICIDADE
[ANUNCIE] Interna Lateral Grande 1 PUBLICIDADE
Facebook
[ANUNCIE] Interna Lateral Grande 2 PUBLICIDADE
Newsletter

FIQUE POR DENTRO!

Cadastre-se para receber boletins com as novidades do nosso site em seu email gratuitamente.

É só informar seu email no campo abaixo e clicar em “Assinar”.

[ANUNCIE] Interna Lateral Pequena PUBLICIDADE
AS ÚLTIMAS DE Política
O suplente de deputado Meraldo Sá (PSD) assumiu, na sessão plenária vespertina dessa terça-feira (26), a vaga do deputado afastado por determinação judicial ...
Política 27 de setembro 2017 10h:27
Deputado Meraldo Sá assume vaga de Gilmar Fabris

O suplente de deputado Meraldo Sá (PSD) assumiu, na sessão plenária vespertina dessa terça-feira (26), a vaga do deputado afastado por determinação judicial, Gilmar Fabris, no último dia 15. Parte da sessão foi de boas vindas dos parlamentares ao retorno do colega, que já assumira a cadeira, em revezamento, por quatro meses em 2016.

Meraldo garantiu que trabalhará pelo municipalismo, junto aos prefeitos. “Nós sabemos que o cidadão não mora no estado, ele mora nas cidades. Os problemas estão na cidade”, avaliou.

O parlamentar lamentou que seja este o momento para retornar à Assembleia e desenvolver o trabalho dele, disse que desejava que fosse por outro motivo de afastamento e solidarizou-se com o colega de partido, Gilmar Fabris. “Não é um momento muito fácil para mim. Não esperava o que aconteceu há 10 dias [prisão de Fabris]. Torço que isso possa resolver, não é fácil para mim também”, garante. 

O deputado foi eleito, em 2014, com pouco mais de 18 mil votos. Em sua trajetória política, Sá foi eleito vereador e presidente da Câmara Municipal de Acorizal; prefeito do município por dois mandatos; esteve à frente da presidência da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM), secretário de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf) e presidente de Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico Vale do Rio Cuiabá.

Os colegas Adalto de Freitas (SD), Allan Kardec (PT), Valdir Barranco (PT), Nininho (PSD) e Baiano Filho (PSDB) desejaram boas vindas a Meraldo. Adalto destacou o mérito do parlamentar, por ter recebido de “mais de 18 mil mato-grossenses o legítimo direito de representar uma parcela da população deste Estado” e garante que o “Parlamento o recebe de braços abertos”. Allan não economizou elogios e marcou que Sá tem “experiência política, coração de político e entende a população”. Barranco e Nininho registraram o carinho de amigos e Baiano Filho vislumbrou que “como deputado municipalista que é, vai muito defender os municípios mais sofridos”.

Compareceram à sessão 21 dos 24 parlamentares por Mato Grosso. Ausentaram-se Guilherme Maluf, Saturnino Masson e Jajah Neves, os três do PSDB. 

Ordem do Dia – A plenária aprovou todas as indicações apresentadas, os pedidos de moções de aplausos e congratulações e os requerimentos. Foram aprovados, também, os 11 projetos de resolução, que concedem a comenda ‘Desbravador Migrante Norberto Schwantes’, os dois projetos de resolução que concedem a comenda ‘Dante de Oliveira’ e os cinco títulos de cidadania mato-grossense.

Em segunda votação, foram apreciados os Projetos de Lei números 280/2012, 138/2015, 587/2015, 627/2015 e 634/2015, todos com pareceres contrários da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR). O plenário aprovou os pareceres e os projetos foram arquivados.

Dois projetos de lei, também apreciados em segunda votação, receberam pareceres favoráveis da (CCJR), que foram acatados pelos parlamentares, seguindo para redação final: o PL nº 325/2016, de autoria do deputado licenciado Wilson Santos (PSDB) – institui o Plano de Atenção Educacional Especializado (PAE) para os alunos diagnosticados com transtornos específicos de aprendizagem (dislexia, disgrafia e discalculia) nas instituições de ensino; e o PL nº 359/2016, de autoria de Guilherme Maluf, que cria o Calendário de Produção da Agricultura Familiar de Mato Grosso.

Em primeira votação, tiveram pareceres favoráveis aprovados pelo plenário os projetos de lei números 112/2016, 168/2016, 191/2016, 389/2016, 20/2017, 149/2017 e 185/2017. Todos eles seguem para avaliação da CCJR para, só então, serem apreciados em segunda votação. O Projeto de Lei nº 313/2015, de autoria do deputado Wancley Carvalho (PV), recebera parecer contrário da Comissão de Trabalho e Administração Pública, os pares seguiram o parecer e a matéria foi arquivada. 

Antes de encerrar a sessão, o presidente Eduardo Botelho (PSB) convocou os deputados para a sessão matutina de hoje (27), quando serão votados inúmeros vetos governamentais.

Foto: JLSiqueira/ALMT

 

vídeo
galeria
0
mais notícias
Nenhum comentário foi publicado.
Escreva seu comentário abaixo.
  • João Oliveira, há 9 horas atrás
    Quisque purus libero, sagittis sit amet posuere a, hendrerit scelerisque odio. Nam tincidunt, dolor nec vehicula imperdiet, ligula massa pharetra turpis, in mattis est lacus nec felis. Nam cursus libero nec odio semper eu tincidunt mauris ullamcorper. Donec porttitor mi eu libero bibendum iaculis. Ut tempor est vel nibh suscipit in sodales risus placerat. Responder
    João Oliveira, há 9 horas atrás
    Quisque purus libero, sagittis sit amet posuere a, hendrerit scelerisque odio. Nam tincidunt, dolor nec vehicula imperdiet, ligula massa pharetra turpis, in mattis est lacus nec felis. Nam cursus libero nec odio semper eu tincidunt mauris ullamcorper. Donec porttitor mi eu libero bibendum iaculis. Ut tempor est vel nibh suscipit in sodales risus placerat. Responder
COMENTÁRIOS (0)
Próximo » « Anterior
Próximo » « Anterior
Adicionar comentário
  • Seu nome
  • Seu e-mail
  • Website
Incorreto. Por favor, tente novamente.
Digite o código acima: Digite os números que você ouve:
  • Seu comentário
Escrever comentário
- Desculpe, ocorreu um erro inesperado.
Recemos seu comentário por aqui.
Obrigado por participar :D
2012 © mt fatos - Todos os direitos reservados.
Avenida Coroados, 433 - Centro - Jaciara/MT - 78820-000
contato@mtfatos.com.br - (66) 3461-1849
Desenvolvido por artedinâmica
2012 © mt fatos