Carregando...
MT  Ação PUBLICIDADE
[ANUNCIE] Interna Lateral Grande 1 PUBLICIDADE
Facebook
[ANUNCIE] Interna Lateral Grande 2 PUBLICIDADE
Newsletter

FIQUE POR DENTRO!

Cadastre-se para receber boletins com as novidades do nosso site em seu email gratuitamente.

É só informar seu email no campo abaixo e clicar em “Assinar”.

[ANUNCIE] Interna Lateral Pequena PUBLICIDADE
AS ÚLTIMAS DE Opinião
Em dezembro do ano passado, escrevi sobre os benefícios do beijo para a saúde humana. Ele faz com que o corpo libere hormônios, que potencializam o sistema imu ...
Opinião 15 de março 2017 13h:08
Doença do beijo

Em dezembro do ano passado, escrevi sobre os benefícios do beijo para a saúde humana. Ele faz com que o corpo libere hormônios, que potencializam o sistema imunológico, acelera o metabolismo, o que significa emagrecer, e ajuda no combate aos problemas dentários e sintomas de alergia.

No entanto, há casos, em que pode ser veículo para algumas doenças, entre elas a mononucleose, conhecida como a "doença ou a febre do beijo", que também tem este nome por incidir na população mais jovens, entre 15 e 25 anos. Mas pode ser transmitida também pela tosse, espirros ou pelo compartilhamento de copos e talheres de uma pessoa infectada.

A cada ano, são mais de 2 milhões de casos apenas no Brasil. Além disso, estima-se que mais de 90% da população adulta esteja infectada. Causada por um herpes-vírus (Epstein-Barr), a infecção acontece normalmente na infância, mas na maioria dos casos não se manifesta.

Com a melhoria das condições de higiene da população, a infecção tem ocorrido cada vez mais tarde, e com mais força, aumentando o risco de gerar tipos mais graves da doença, como as que podem atingir o sistema nervoso, como meningite e encefalite.

Os sintomas mais característicos são febre alta, dor de garganta, ínguas, além de mal estar, dor de cabeça, dores musculares e náuseas, além de pele avermelhada e inchaço ao redor dos olhos. Em alguns casos, fígado e baço também podem inchar. No entanto, muitas vezes não há sintomas – fica-se sabendo da infecção após a realização de algum exame de sangue específico.

Enquanto o diagnóstico é baseado em exames clínico e de sangue – o profissional identifica os sintomas e teste sanguíneo confirma ou não a doença -, o tratamento ataca os sintomas. Isto é, procura aliviar a febre e a dor, além de recomendar repouso. Ou seja, a doença do beijo tem cura, desde que as instruções médicas sejam seguidas corretamente, incluindo ainda ingestão diária de 2 litros de água e gargarejos de alta salgada para a dor de garganta.

Portanto, além do tratamento normal para evitar que a doença progrida, é importante manter a rotina de higiene bucal e as visitas regulares ao dentista. Ter dentes sadios é sinônimo de corpo (e mente) são.

(*) Especialista em Dentística Restauradora e Prótese Dental, MBA em Gestão em Saúde, membro fundador da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE), da Academia Brasileira de Osseointegração (ABROSSI) e da Sociedade Brasileira de Reabilitação Oral (SBRO).

vídeo
galeria
0
mais notícias
Nenhum comentário foi publicado.
Escreva seu comentário abaixo.
  • João Oliveira, há 9 horas atrás
    Quisque purus libero, sagittis sit amet posuere a, hendrerit scelerisque odio. Nam tincidunt, dolor nec vehicula imperdiet, ligula massa pharetra turpis, in mattis est lacus nec felis. Nam cursus libero nec odio semper eu tincidunt mauris ullamcorper. Donec porttitor mi eu libero bibendum iaculis. Ut tempor est vel nibh suscipit in sodales risus placerat. Responder
    João Oliveira, há 9 horas atrás
    Quisque purus libero, sagittis sit amet posuere a, hendrerit scelerisque odio. Nam tincidunt, dolor nec vehicula imperdiet, ligula massa pharetra turpis, in mattis est lacus nec felis. Nam cursus libero nec odio semper eu tincidunt mauris ullamcorper. Donec porttitor mi eu libero bibendum iaculis. Ut tempor est vel nibh suscipit in sodales risus placerat. Responder
COMENTÁRIOS (0)
Próximo » « Anterior
Próximo » « Anterior
Adicionar comentário
  • Seu nome
  • Seu e-mail
  • Website
Incorreto. Por favor, tente novamente.
Digite o código acima: Digite os números que você ouve:
  • Seu comentário
Escrever comentário
- Desculpe, ocorreu um erro inesperado.
Recemos seu comentário por aqui.
Obrigado por participar :D
2012 © mt fatos - Todos os direitos reservados.
Avenida Coroados, 433 - Centro - Jaciara/MT - 78820-000
contato@mtfatos.com.br - (66) 3461-1849
Desenvolvido por artedinâmica
2012 © mt fatos